Montessori e a sensibilização para a sustentabilidade andam e andarão sempre de mãos dadas, quer através de uma implementação em casa ou em ambiente escolar. Uma das características desta pedagogia é a sensibilização em tenra idade para os valores e comportamentos relacionados com a sustentabilidade. Se Montessori se trata de uma filosofia de vida, hoje deixamos algumas sugestões de actividades em família:

1. FAZER SEPARAÇÃO DO LIXO

Esta é uma sugestão para quem ainda não iniciou a separação do lixo em casa ou no trabalho. Este é um pequeno passo que tem grande impacto quer a nível ambiental quer a nível de consciencialização das nossas crianças para temas como a reciclagem dos materiais que utilizamos no nosso dia-a-dia ou para o volume de lixo/plástico que consumimos diariamente.

2. COMPOSTAGEM CASEIRA

Empresas como a Lipor, no Porto, fornecem um depósito doméstico para efeitos de compostagem: a compostagem é um processo biológico em que os microrganismos transformam a matéria orgânica como folhas, papel e restos de comida e de jardim, num material semelhante ao solo, a que se chama composto, ver mais informações aqui. Na sua essência, este processo é claramente um aliado para a mudança de estilos de vida em família, que poderá ser um óptimo desafio sustentável!

3. ESCOLHER LIVROS SOBRE SUSTENTABILIDADE

Esta é uma ótima forma para iniciar alguns temas relacionados com a sustentalibilidade: a reciclagem, a poupança da água ou a recolha de lixo. Com a possibilidade de levantar livros na biblioteca local, abrem-se muitas possibilidades de ter acesso a livros relacionadas com este tema, já que não necessariamente obrigam a um investimento monetário elevado.

4. COMPRAR LOCALMENTE

Quando escolhemos ir às compras com as nossas crianças e os envolvemos em todo o processo, nomeadamente na compra de fruta, pão ou peixe, podemos contribuir directamente para a sustentabilidade dos negócios locais. Ao substituirmos a ida a uma cadeia de supermercados por uma compra local, estamos também a fomentar as relações mais próximas com a nossa comunidade vizinha, trazendo também vantagens pelo exemplo que damos aos nossos filhos quando estabelecemos boas relações com a nossa comunidade.

5. FAZER UMA HORTA/JARDIM EM CASA

Este é já um ponto muito explorado por quem tem essa possibilidade (com um espaço exterior), mas a verdade é que a contribuição das crianças nas tarefas diárias de uma horta/jardim como regar as plantas, plantar as sementes, cavar um buraco na terra, potencia simultaneamente a capacidade de compreender o ciclo de vida dos alimentos e da nossa alimentação, mas também pela responsabilidade e concentração que as actividades manuais da jardinagem implicam!

6. PROMOVER ACTIVIDADES COM MATERIAL RECICLÁVEL

Ainda esta semana, a minha criança de 5 anos me dava nota que poderíamos aproveitar os rolos do papel higiénico para fazermos jarras para colocarmos as flores do jardim da avó em casa! A verdade é que este tipo de actividades, para além de estimular a criatividade, contribui para contrariar gastos por vezes desnecessários com a compra de novos brinquedos para as crianças. Assim, sempre que possível, devemos promover um brainstorming de ideias sobre as utilidades de um objecto que iria ser colocado no lixo!

7. ANDAR DE BICICLETA

Quando decidimos ir comprar pão ou outra coisa num raio perto de casa, a sugestão que trago é promover que estas deslocações sejam feitas de bicicleta em vez de carro. Assim, para além de conribuirmos para a diminuição da nossa pegada ecológica, estamos também a proporcionar a todos, em família, uma actividade exterior que apela ao desporto!

8. PROMOVER CONVERSAS ACERCA DA IMPORTÂNCIA DE POUPAR ÁGUA

Outra forma de irmos promovendo esta consciencialização com o facto de cuidarmos da nossa terra é sensibilizarmos as nossas crianças para a importância de poupar a água: em tarefas diárias simples como lavar as mãos, tomar banho ou lavar os dentes, é fundamental que falemos sobre quão validosa a água é. Cá em casa temos várias rotinas em que promovemos conversas sobre a importância da água no nosso planeta!

9. PEQUENAS MUDANÇAS EM CASA

Ainda dentro destas actividades, há pequenas mudanças que podemos fazer em casa, por serem mais ecológicas! Mudar lâmpadas que temos em casa, é um bom começo! Cá em casa fizemos uma análise e acabamos por substituir um número elevado, uma vez que no mercado encontramos opções mais sustentáveis e com uma pequena mudança conseguimos alcançar grandes resultados.

10. PROMOVER MAIS ACTIVIDADES NO EXTERIOR

Sempre que possível promover actividades em ambiente externo! Sair é a palavra de ordem, quer seja verão ou inverno. é importante sairmos da zona de conforto e pensarmos nos benefícios da brincadeira livre, ao ar livre independentemente do tempo que faz!  A verdade é que, geralmente para as crianças, “galochas” costumam ser sinónimo de grande aventura! 🙂

Rosana Fernandes

Artigo Seguinte
Artigo Anterior