Foi com enorme expectativa que participamos no primeiro Curso de Assistente Montessori AMI (Associação Montessori Internacional) em Portugal. O curso decorreu no Porto,durante 11 dias e contou com 38 formandos de diferentes partes do país e com distintas experiências profissionais.

Comum a todos: uma identificação enorme com Montessori e o desejo de aprofundar mais os conhecimentos sobre esta forma de estar na vida!

Para além de todo o enquadramento e conteúdo sobre as diferentes fases de desenvolvimento da criança, o curso proporciona-nos acesso a muita informação sobre o estado actual de Montessori, baseando-se em exemplos concretos de escolas, com cerca de 300 alunos, que hoje aplicam este método de ensino com crianças desde os 18 meses até aos 18 anos!

Ao longo do curso, fomos brindados com várias actividades: dinâmicas de grupo similares às que devemos proporcionar à criança para que potencie o seu desenvolvimento social; momentos musicais que aliam a dança e o canto à cultura e à diversidade; experiências de costura dos materiais que são necessários para o nosso ambiente Montessori, mostrando que devemos ser promotores da sustentabilidade, mantendo a simplicidade e dedicação em todas as nossas actividades quotidianas.

Nesta formação, promoveu-se a reflexão sobre o papel de cada um de nós, enquanto adultos, no crescimento das nossas crianças e em como podemos ser um bloqueio ao seu desenvolvimento, pela forma como dificultamos o acesso ao mundo que os rodeia.

Mas de que forma poderemos ser adultos mais preparados?

O Adulto Montessori (seja ele Guia, Assistente ou Pai/Mãe) é um ser que não interrompe e não impõe os seus interesses nem as suas vontades. Observa a criança, conhece o seu estado de desenvolvimento e segue-a. É maduro, emocionalmente estável, coerente, bom ouvinte e, acima de tudo, consciente de que é um modelo que a criança conhece bem e quer seguir. Não só responde às necessidades básicas da criança, mas também lhe oferece experiências para que possa explorar o mundo externo enquanto se vai desenvolvendo em todos os sentidos (seja com os materiais Montessori, seja com o mundo no geral).

Como actua?

  1. Valoriza a criança, independentemente de acontecimentos passados ou recentes, de forma a evitar que isso influencie a forma como interaje com ela;
  2. Tem sentido de humor e alegria pela vida, vivendo-a de forma entusiasta e contagiante;
  3. Tem respeito pela criança (sabendo que cada uma é única e irrepetível), pela sua personalidade e pelas suas necessidades;
  4. É bom ouvinte, atento e observador (do meio ambiente, dos movimentos, da criança e das suas interacções);
  5. É amoroso, firme, justo e rigoroso na forma como actua;
  6. Está interessado e informado de assuntos de cultura e ciências, por forma a ser constantemente o elo de ligação entre os interesses da criança e o seu desenvolvimento;
  7. Deve ser um “conta contos” da realidade, alguém que proporciona histórias entusiastas e ricas, mantendo sempre o mundo que nos rodeia como base para o storytelling;

O Adulto está ao serviço da criança sem nunca, no entando, ser seu servente.

Tenho a certeza que estes 38 adultos que frequentaram o curso sairam mais conscientes deste papel, com mais ferramentas de observação e mais conhecimento acerca das fases de desenvolvimento da criança, respeitando sempre o seu percurso individual. Um bem haja a todos!

Rosana Fernandes

 

 

Artigo Seguinte
Artigo Anterior