Há algum tempo que desejavamos ter uma aventura em família. Esta viagem será a primeira a 4 em terras londrinas e por isso, queremos que esta seja uma óptima experiência para todos! O segredo, na minha opinião, é a preparação da viagem e o estudo prévio do que iremos querer visitar, planeando os dias de forma mais realista possível. Quando pensei sobre formas de envolver as crianças nesta fase de preparação, surgiram algumas ideias, as quais partilho convosco:

Fazer uma pesquisa sobre os museus/parques/exposições que queremos visitar no destino e, caso seja necessário, adquirir os bilhetes com antecedência, por forma a garantir a experiência: pense na viagem como uma experiência com vários sentidos e mesmo que esse destino seja próximo do local onde vivemos, pesquisemos então sobre experiências novas para as crianças, como andar de autocarro, metro ou barco!

Requisitar um livro na bibilioteca local sobre o destino que vamos visitar. Um livro é sempre uma boa companhia e neste caso, cumpre dupla função e ajuda a aumentar o conhecimento da criança sobre o destino que vai visitar: informação sobre reis/rainhas, sobre os monumentos, imagens sobre as paisagens, as festas populares locais, animais existentes no destino, etc;

Tendo em conta os interesses actuais das crianças, fazer uma pesquisa sobre eventos/ exposições que actualmente se podem visitar pode ser uma boa opção. No nosso caso, o L. vai fazer 6 anos e adora dinossauros: procuramos perceber quais os museus/exposições em Londres que teriam exposições sobre estes seres e encontramos o Museu da História Nacional. Vamos aproveitar!;

Fazer um caderno sobre a viagem! Esta dica pode funcionar bem quer antes, durante ou depois da viagem e é uma óptima forma de envolvê-los nos pormenores do país, da cidade e de toda a experiência da viagem. Podemos começar por desenhar/pintar a bandeira do país para onde vamos, desenhar o mapa do país e assinalar as cidades que vamos visitar ou fazer a árvore genealógica da família real local, caso haja, por exempo!;

Fazer um registo fotográfico sobre a viagem, incluindo proporcionar à criança que faça o seu próprio registo! Esta possibilidade implica arranjar uma máquina fotográfica para que a criança seja autónoma, para que aproveite, tal como os adultos, todos os pormenores e cores desta viagem e, quem sabe, no regresso a casa possa também imprimir e colocar algumas recordações no seu quarto;

Trazer postais sobre o local que visitaram. É engraçado como os postais caíram em desuso com o passar do tempo, mas poderá ser uma boa opção reavivar este costume, comprar alguns postais para partilhar com os amigos da escola, por exemplo ou quem sabe, escrever um postal a partir do destino para os avós/padrinhos e enviar por correio e esperar que chegue a casa! 🙂

Explorar a gastronomia da(s) cidade(s) que vamos visitar: pesquisar receitas e costumes locais para que possamos proporcionar uma experiência a todos os níveis e, em vez de irmos almoçar ou jantar a restaurantes com uma gastronomia portuguesa no destino, procurar proporcionar às crianças uma experiência diferente com sabores e cheiros por explorar;

Este tipo de viagens implica, normalmente, guiarmo-nos através de um mapa, embora seja mais comum hoje em dia que o mapa seja em formato digital. A nossa sugestão passa por imprimir ou pedir um mapa em papel num ponto de turismo local, para que nos possamos guiar nas nossas deslocações. Que tal, em vez de pedirmos apenas 1 exemplar, pedirmos outro para que as crianças possam também acompanhar o percurso ou as estações de metro, e possam explorar as caraterísticas de um mapa e ter uma experiência que lhes permita replicar o conhecimento numa caça ao tesouro mais tarde?;

Estudar previamente a meteorologia no destino pode ser interessante para explorar com as crianças não só as estações do ano, se for o caso, mas também o tipo de roupa que as pessoas vestem nesse local, as actividades que podemos fazer lá, como ski ou caminhadas. Podemos também aproveitar para que as crianças, a partir dessas informações, contribuam activamente na tarefa de fazer a sua mala e escolher a roupa adequada para levar nas férias!

Acima de tudo queremos aproveitar ao máximo, não apenas os adultos, mas as crianças também! Sabemos que podemos ter imprevistos e as coisas podem não correr como planeamos, mas estamos juntos e o que quer que corra menos bem, desde que tenhamos a melhor atitude e olhemos para os imprevistos como uma oportunidade para aprendermos juntos, tudo vai ser uma aventura para recordarmos!

Boa semana e boas férias, se for o caso!

Rosana Fernandes

Artigo Seguinte
Artigo Anterior