Ser mãe de duas crianças com idades distintas faz-nos, por vezes, querer adaptar os brinquedos ou as formas de brincar de um ao outro. É natural, não pensamos muito nisso; é a memória a funcionar.

No meu caso, cedo percebi que esta expectativa não iria ter grande sucesso: a L. não se identificava com a imensidão de brinquedos do irmão e preferia actividades mais simples, com um objectivo concreto. Brincava durante muito tempo com dois ou três brinquedos, de forma recorrente, corrigindo a forma como brincava e como chegava ao objectivo final. Notei que estava a ficar cada vez mais perfeita, corrijia o próprio erro, de forma autónoma, ao mesmo tempo que se notava que ia experimentando um sentido crescente de sucesso, sem precisar de um complemento externo ou de um reforço de um adulto com “palminhas” ou “muito bem”.

Enquanto a observava, fui tirando algumas fotos e publicando no Instagram:

De uma das vezes, recebi o comentário de uma amiga: “Isso é Montessori”.

Montessori? Pensei eu. Que quererá ela dizer com isto? Quis saber mais sobre a pegadogia, pesquisei, li imensos artigos e a minha pesquisa levou-me a descobrir umas das formações da Joana Rebelo no Porto sobre “Montessori o dia-a-dia”. Foi com muita expectativa que participei.

O meu objectivo sempre foi que, enquanto mãe, pudesse ter uma forma de estar na vida que lhes proporcionasse o mesmo grau de autonomia, o mesmo sentido crítico e consciente, e que pudessem, acima de tudo, ser vividos de forma natural e espontânea enquanto brincassem!

Tudo fez sentido durante e após o workshop e saí ainda com mais certezas que esta é uma forma de estar na vida, com os meus filhos, com a qual eu me identifico. Do ambiente preparado para outras actividades mais colaborativas em casa foi um pulo e cedo tive uma preciosa ajuda.

Da nossa casa para um ambiente escolar preparado, orientado à cada faixa etária, que potencie a autonomia e o sentido crítico através de actividades sobre os seus interesses pessoais; é isto que iremos proporcionar a todas as crianças (e aos seus pais) que se queiram juntar ao nosso projecto Montessori!

Rosana.